Noticias

Baixa do Porto investe na recuperação do comércio local

Projeto Baixa Alive investiu mais de um milhão de euros em cerca de duas dezenas de lojas

Porto, 9 de junho de 2016 - Mais de 20 estabelecimentos comerciais da Baixa do Porto investiram cerca de um milhão de euros na sua requalificação. As obras melhoraram as condições de exposição das lojas, recuperaram fachadas e promoveram melhorias na segurança, com o objetivo de proporcionar maior conforto e qualidade aos clientes que privilegiam a Baixa para fazer as suas compras.
Esta requalificação denominada Baixa Alive foi feita ao abrigo da Medida Comércio Investe, numa candidatura conjunta promovida pelo IAFE (Instituto da Empresa), uma associação empresarial, sem fins lucrativos, que se dedica à informação, investigação económica e empresarial, apoio técnico e logístico, e formação empresarial. Com este apoio aos empresários da baixa portuense pretende-se incentivar o consumo no comércio tradicional e contribuir para dinamizar esta zona da cidade, local de ruas emblemáticas para o comércio, e de grande afluência tanto de consumidores como de turistas, já que é contíguo à área declarada como Património Mundial pela UNESCO.
As mais de 20 lojas de comércio tradicional aderentes esperam assim estar mais habilitadas a participar do enorme crescimento ao nível da captação de públicos, seja em número, seja ao nível da sua diversidade, que se tem verificado na Baixa do Porto. Com o incremento exponencial do turismo, aliado a este sentimento generalizado de que a Baixa está na moda, existe uma excelente oportunidade para a promoção do comércio tradicional.
Para além do investimento realizado na requalificação dos estabelecimentos comerciais, foi ainda desenvolvida a sua presença online, através da criação de um website específico Baixa Alive bem como uma página no Facebook. Desta forma, o Baixa Alive tem contribuído para apoiar o comércio local e dinamizar a Baixa do Porto, através de uma estratégia comum de promoção e valorização de um roteiro comercial e cultural no centro histórico da cidade.
Estabelecimentos aderentes: Casa das Colchas, Comer e Chorar por Mais, Cotton Woman, De Porto e Alma, Farmácia Sá da Bandeira, Destilaria, Ideiatex, Machado Joalheiro, John Tweed, Marcolino, Misako (dois estabelecimentos), Moldursant, Óptica do Porto, Óptica Portuense, Óptica do Bolhão, Ponto das Artes, Porto de Magia, Perfumaria Tinoco, Teresinha Carteiras, Tajmahal.